Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Os "meninos" completam 12 anos!

Os "meninos" completam 12 anos!

Os "meninos" completam 12 anos!

Abrangência geográfica do IFFluminense

Hoje, dia 29 de dezembro de 2020, nosso IFFluminense e seus 37 irmãos - gêmeos, todos nascidos no mesmo "parto" - completam 12 anos.

Doze anos atrás, no dia 29 de dezembro de 2008, a Lei nº 11.892, assinada pelo Presidente Luís Inácio Lula da Silva e pelo Ministro da Educação Fernando Haddad, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica e dá outras providências.

Tão meninos ainda e já dão muito orgulho ao país, seja pelo aumento da oportunidade de acesso a um ensino de qualidade para adolescentes, jovens e adultos em regiões antes esquecidas pelas políticas públicas de expansão do ensino, seja pela empregabilidade de milhares de trabalhadores, servidores públicos federais. 

No Art. 6.º da lei de criação desses "meninos", os Institutos, estão contidas suas finalidades e características.  Ainda não vivenciadas plenamente em todos os institutos e todos os seus campi, mas que continuam a ser farol a nos guiar, meta a perseguir.  São 9 incisos (no Art. 6.º) e iríamos destacar alguns, mas deixamos para o(a) leitor(a) esta tarefa.  Ou a de se identificar com todos, como nós.  Ei-los:

I - ofertar educação profissional e tecnológica, em todos os seus níveis e modalidades, formando e qualificando cidadãos com vistas na atuação profissional nos diversos setores da economia, com ênfase no desenvolvimento socioeconômico local, regional e nacional;

II - desenvolver a educação profissional e tecnológica como processo educativo e investigativo de geração e adaptação de soluções técnicas e tecnológicas às demandas sociais e peculiaridades regionais;

III - promover a integração e a verticalização da educação básica à educação profissional e educação superior, otimizando a infra-estrutura física, os quadros de pessoal e os recursos de gestão;

IV - orientar sua oferta formativa em benefício da consolidação e fortalecimento dos arranjos produtivos, sociais e culturais locais, identificados com base no mapeamento das potencialidades de desenvolvimento socioeconômico e cultural no âmbito de atuação do Instituto Federal;

V - constituir-se em centro de excelência na oferta do ensino de ciências, em geral, e de ciências aplicadas, em particular, estimulando o desenvolvimento de espírito crítico, voltado à investigação empírica;

VI - qualificar-se como centro de referência no apoio à oferta do ensino de ciências nas instituições públicas de ensino, oferecendo capacitação técnica e atualização pedagógica aos docentes das redes públicas de ensino;

VII - desenvolver programas de extensão e de divulgação científica e tecnológica;

VIII - realizar e estimular a pesquisa aplicada, a produção cultural, o empreendedorismo, o cooperativismo e o desenvolvimento científico e tecnológico;

IX - promover a produção, o desenvolvimento e a transferência de tecnologias sociais, notadamente as voltadas à preservação do meio ambiente.

É por estas finalidades que nos comprometemos com o povo brasileiro, empregando nossos talentos, esforços, empenho e energia para sua concretização.  Que nosso povo/nossa gente tenha tanto orgulho dos Institutos quanto nós temos e os reconheça como dele/dela, como patrimônio nacional que é, fator relevante na construção do país mais independente científica e tecnologicamente que desejamos e, acima de tudo, mais justo socialmente.

Parabéns pelos seus lindos 12 anos, Institutos Federais!  Sigamos!  A história do povo brasileiro conta conosco! Confia que seremos capazes de traduzir a letra da lei em realidade social, em diminuir a distância entre o escrito/falado e o feito, em consonância com um dos muitos ensinamentos do grande mestre Paulo Freire:

É fundamental diminuir a distância entre o que se diz e o que se faz, de tal forma que, num dado momento, a tua fala seja a tua prática.

Obs.: A imagem é do Portal do IFF.  Clicando nela é possível identificar os diversos campi, a saber: 1- Bom Jesus do Itabapoana; 2- Cabo Frio; 3- Cambuci; 4- Campos Centro; 5- Campos Guarus; 6- Reitoria/Centro de Referência; 7- Cordeiro; 8- Itaboraí; 9- Itaperuna; 10- Macaé; 11- Maricá; 12- Polo de Inovação; 13- Quissamã; 14- Santo Antônio de Pádua; 15- São João da Barra.